Tenha um bom dia! Hoje é Quinta, dia 18 de Julho de 2019. Agradecemos sua visita !
CDC
CDC
CDC
ANUNCIOS TOPO SITE
CDC
ANUNCIOS TOPO SITE
CDC
ANUNCIOS TOPO SITE
CDC
CDC

👉😔😪💊😱 DOENÇAS E SINTOMASCólica menstrual (dismenorreia)

👉😔😪💊😱 DOENÇAS E SINTOMASCólica menstrual (dismenorreia)
ADS
CDC
ADS
CDC

drauziovarella.uol.com.br

👉😔😪💊😱A cólica menstrual é provocada quando há a liberação de prostaglandina, substância que faz o útero contrair para eliminar o endométrio. O principal sintoma é dor em cólica no baixo ventre. 

Cólica menstrual, ou dismenorreia, é uma dor pélvica provocada pela liberação de prostaglandina, substância que faz o útero contrair para eliminar o endométrio (camada interna do útero que cresce para nutrir o embrião), em forma de sangramento, durante a menstruação, quando o óvulo não foi fecundado.

Mais ou menos 50% das mulheres sentem cólicas menstruais em alguma fase da vida.

A dismenorreia pode ser primária ou secundária. Primária, quando a causa é o aumento na produção de prostaglandina pelo endométrio, e secundária, quando resultante de alterações patológicas no aparelho reprodutivo (endometriosemiomas, tumores pélvicos, fibromas, estenose cervical, etc.).

Veja também: Endometriose

SINTOMAS

O principal sintoma é a dor em cólica no baixo ventre, de intensidade variável, que se irradia para as costas e membros inferiores, durante a menstruação. É uma dor aguda e intermitente, às vezes incapacitante, com curtos períodos de acalmia. Quando muito forte, pode estar associada a outros sintomas como náuseas, vômitos, dor de cabeça e nas mamas, inchaço.

Veja também: Dor de cabeça

DIAGNÓSTICO

É importante estabelecer o diagnóstico diferencial entre a cólica menstrual primária e secundária para conduzir o tratamento adequado. Além do levantamento da história clínica, exames de laboratório e de imagem ajudam nesse processo.

 

TRATAMENTO

 

Mulheres com cólica menstrual primária, em geral, se beneficiam com a adoção de algumas medidas, como a prática de exercícios aeróbicos que ajudam a liberar endofirna, aplicação de calor local e dieta rica em fibras. Quando a dismenorreia é secundária, pode ser necessário recorrer ao tratamento cirúrgico.

Nos dois casos, há o recurso do uso de medicamentos anti-inflamatórios não esteroides para alívio da dor. Esse uso, porém, não deve ser indiscriminado: exige acompanhamento médico.

Como os hormônios contidos nos anticoncepcionais provocam atrofia do endométrio, local de produção da prostaglandina, a pílula está indicada nos casos de dismenorreia primária para mulheres com vida sexual ativa que não desejam engravidar.

RECOMENDAÇÕES

  • Evite levar vida sedentária. Exercícios aeróbicos moderados ajudam a aliviar a dismenorreia primária;
  • Coloque uma bolsa de água quente sobre a região abdominal, quando estiver com cólica menstrual;
  • Não ingira alimentos que retardam o trânsito abdominal ou provocam fermentação, especialmente no período pré-menstrual;
  • Beba bastante água;
  • Não se automedique. Procure assistência médica. É importante estabelecer um diagnóstico diferencial entre a dismenorreia primária e secundária para selecionar o melhor tratamento.

VISITAS NESTA MATERIA: 367 E O TOTAL DE VISITAS NA MATERIA

*** Contagem Em Constante Atualização ! ***

Enviar Comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *